momento de fraqueza


hoje não encontro as palavras certas para descrever o que sinto. um misto de sentimentos envolve o meu órgão tornando a minha arritmia estranhamente avassaladora e dolorosa. há dias que me perco sem nenhuma razão e depois há os dias em que me volto a encontrar sem nenhuma razão também. talvez essa razão sejas tu ou esse enorme sentimento que carrego no meu órgão vital ao longo do tempo. ele encontra-se deveras em mau estado, está demasiado sobrecarregado de mágoas e feridas. mas, mesmo doendo, ele continua ali no seu canto, sem se queixar uma única vez. por vezes transformando a sua dor em lágrimas. lágrimas essas que caiem sem rumo acelerando a minha respiração e dificultando cada vez mais o meu respirar. eu amo-te. amo-te da maneira mais improvável à provável. e eu sou assim, digo tudo e digo nada. mas quando és tu, o nada faz sentido e o tudo ainda mais. que confusão, não achas amor? talvez assim sintas um pouco da confusão que se encontra em mim. oh eu sou fraca. sou fraca porque prefiro continuar no silêncio do meu canto, do que enfrentar as pessoas e as suas tenebrosas perguntas, ás quais eu tenho medo das minhas próprias respostas. sou apenas fraca, sem ti. e hoje demasiado até. amo-te.

5 comentários:

m. disse...

tu não és fraca, apenas tens medo que te possam magoar e que as tuas respostas te assombrem. lembra-te sempre: tu és forte, só tens de encontrar a força que há em ti.
obrigada, minha princesa linda, por me continuares a seguir e por me compreenderes sem me julgares. e olha, eu também quero que sejas feliz. quero muito, sim? e eu prometo que irei tomar bem conta do meu coração, ele está cheio de feridas e precisa de ser sarado. promete-me que irás fazer o mesmo. prometes? oh, gosto tanto de ti. <3

- Tita * disse...

Muito Obrigada :D

sanddi disse...

espero que sim :$

joana disse...

ainda bem, tb adorei este!

aimi disse...

Oh muito obrigada Andreia <3