recomeço.

tem sido dias bastantes difíceis, semanas e meses dolorosos. o meu mundo tornou-se numa escuridão tremenda e o meu órgão foi invadido por um vazio friorento. estou cansada, sim eu sei que já repeti essas mesmas palavras vezes sem conta, mas a verdade é que nem eu própria sei explicar o que sinto, e limito-me a dizer o que as pessoas tanto querem ouvir.  estou demasiado magoada. são promessas quebradas. vocábulos que se perderam ao sabor do vento. sentimentos escondidos e fingidos. oh eu não era assim. eu não era de ficar num canto repleto de escuridão a derramar lágrimas de dor. não, não eras. e agora aquele canto define a pessoa que és, o silêncio transmite os vocábulos perdidos em ti... e a frieza, oh essa é o resultado de toda mágoa que eu nutro. tenho sido fraca. demasiado até. luta. lembra-te que és forte. forte o suficiente para combater toda esta escuridão. já caíste demasiadas vezes, mas levantaste sempre. sozinha. sim sozinha, por mais que tenha doído, tu conseguiste sempre manter-te em pé. e hoje não será diferente. por isso apenas luta. luta por mim, por ti e por nós. levanta-te e sorri. amanhã será um novo dia.

12 comentários:

Rita disse...

Força

m. disse...

leste todos os vocábulos que escreveste em itálico? é, tu és forte. e não, não estás sozinha. sabes no que se transforma toda essa escuridão quando sorris? em luz. e mesmo que não acredites, tenta sorrir agora e verás que possuo a razão. posso utilizar qualquer palavra de incentivo, mas isso não chega. mas, para isso, existe o meu apoio e tudo o que de mim precisares. tu sabes, eu estou aqui, à distância de uma mensagem. <3

m. disse...

foi o "j" que me deixou assim, mas já passou. apenas precisávamos de falar e, ontem à noite, fizemos isso. e olha, amanhã vamos estar juntos. estou ansiosa e, em parte, um pouco nervosa. eu conheço-o há imenso tempo e nem sei porque estou assim, até já namorámos. mas acho que desta vez é diferente e, por isso, eu estar assim.
sabes minha princesa eu faço pouco, muito pouco, comparado àquilo que gostava de fazer. os meus vocábulos parecem inuteis, quando não posso realizar gestos e oferecer-tos. é injusto, mas, mesmo assim, nunca deixarás de ter uma palavra minha, daquelas que eu sei que te mete a sorrir quando uma lágrima no rosto quer cair. até porque eu quero-te feliz e eu sei que há muito tempo, demasiado até, já não estás. e isso dói um pouco cá dentro. <3

Marina Torres disse...

Gostei imenso querida. E acho que as tuas palavras são as mesmas que eu tenho que te dizer. Força *

ana mendes disse...

muito obrigada querida, tambem adorei :)

Rita disse...

Mas é muito complicado

nicolemorais disse...

obrigada, meu amor!
oh, o blog está tão mais calminho agora. e eu gostava que tu também estivesses...
podes já ter caído muitas vezes e até um número exagerado, mas tu, como aqui escreveste, és forte, MUITO! eu acredito que esta tempestade esteja quase a acabar, sim acredito. e eu vou estar sempre aqui para te amparar a cada quase-queda que estiver para acontecer!

sanddi disse...

pois, mas tal como prevera não consegui :S

Marisa Ventura disse...

amor, diz-me algo lá, agora mal venho aqui. manda ask, ly

beatrizpereira disse...

sabes tão bem como usar as palavras, sê forte.

DanielaFilipa disse...

óh princesa eu não te quero ver mal acredita :$
ohhh e adoro o coraçãozinho a formar-se ali no inicio do blog *.*

marta ∞ disse...

Uns dias melhores, outros dias piores, mas vai-se andando, obrigada mesmo ♥