deixei o amor que sentia por ti voar para longe.


perguntaste-me se sentia saudades, e eu menti. menti a ti e principalmente a mim. fiz um esforço enorme para acreditar nas palavras que acabara de proferir. mas o meu órgão não se deixou enganar. aliás há muito tempo que ele e a minha mente andam numa luta constante. saudade? oh saudades é o que me corrói nas veias. tenho saudades, das mais curtas caricias de carinho que trocamos, do teu sorriso tímido e do teu jeito irrequieto. saudades da tua simplicidade e do quanto me fazias sorrir da maneira mais simples. mas não te direi, mesmo estando a sufocar com tamanha saudade. eu prometi a mim mesma seguir em frente. comecei de novo. pequenos passinhos até conseguir voltar a respirar. é só isso que preciso, de respirar, de sentir o ar nos meus pulmões a invadir-me. preciso de sentir que consigo viver sem ti e de suportar a tua ausência. ensinarei ao meu coração a não acelerar o seu batimento sempre que te vê, sussurrarei «que para curar as suas feridas precisa de aprender a não bater por ti». e entre pequenos passos, tu voarás para longe de mim. não te esquecerei, nunca. és o meu mais belo passado, ao qual eu querei recordar, um dia. e agora voarei ao sabor do vento, viverei novas aventuras. seguirei novos rumos ao qual encontrarei vários obstáculos. cairei muitas vezes no chão frio e vou gritar até ficar sem voz, que odeio o mundo. e vou desistir vezes sem conta, mas também vou levantar-me e enfrentar tudo e todos. porque o que aprendi com a nossa história é que não devemos desistir sem dar luta. e eu não me deixarei enfraquecer. agora promete-me que serás feliz. e só isso que peço e que desejo, ver-te a sorrir é uma das minhas maiores forças.

13 comentários:

Aurora disse...

tem força minha linda. gostei <3

Marisa Ventura disse...

obrigada princesa. também te amo muito! obg pelos elogios!

Aurora disse...

Obrigada coração. Eu ando mesmo sem inspiração, pouco me sai, doce. mas obrigada <3

és linda e sim somos fortes :)

Aurora disse...

Oh é mesmo, meu anjo. É mesmo. Tens toda a razão. E sim, meu anjo. Sei que nunca mais o esperarei. Nunca mais. <3

Obrigada!

Ana Margarida disse...

Não enganes o teu coração, minha querida. Por mais que tentes, não irás conseguir fazê-lo para sempre.

nicolemorais disse...

Oh, espero que fiques, tinha muitas saudades tuas e de te ler. és linda <3

andrii disse...

Oh, muito obrigada, meu anjo!
E tu vais conseguir respirar de alívio e ser feliz! <3

may rose disse...

só espero que seja mesmo isso que seja, o teu "mais belo passado".
tem muita força minha pequenina <3

Sofia Silva. disse...

Desculpa não ter dado notícias mais cedo, mas andei MUITO afastada do blog. Não voltava cá à 3 meses princesa, espero que ainda te lembres de mim*
Está tudo bem contigo? Beijinhos! :)

Sofia Silva. disse...

Olá princesa :) Desta vez acho que sou eu a voltar a ter as minhas inseguranças.. Sinto-me incompreendida, sinto que ninguém se preocupa comigo, que não sou o suficiente para o meu namorado, não sou a filha que os meus pais desejam, não tenho as melhores notas, não ajudo em tudo o que as minhas amigas precisam; Sinto-me assim assim, nem bem nem mal, sinto-me cansada de não me sentir amada, de não sentir que alguém se preocupa em como estou realmente. E depois sinto-me fraca por ter de engolir tantos sapos, fingir não me importar com tanta coisa que vejo e leio, e ninguém percebe que me importo, importo-me pra caraças! E estou a tentar aguentar-me sozinha, tentar não chorar nem deixar de sorrir, mas está a tornar-se cada vez mais difícil não sentir amor nem carinho pelas pessoas que eu amo.
Estás mesmo bem? Estou sempre aqui para ti também :)

Biatyz Bb disse...

Adorei o texto :3...
tens de ser verdadeira contigo mesma só assim conseguiras seguir em frente, e antes de pensares na felicidade dos outros pensa primeiro na tua, depois preocupa-te com o que está a tua volta, porque se tu não te preocupares contigo mesma ninguem o fará :s

Margarida disse...

adoro adoro adoro, sigo-te!

Sofia Silva. disse...

Eu sei, eu sou humana e não sou perfeita. Mas custa pensar que a vida das pessoas que me rodeiam era melhor se eu não estivesse presente; pensar que eu só cometo erros e que desiludo as pessoas constantemente. É isso que eu penso todos os dias, e não sei como parar de pensar assim. E isso custa. Mas, eu não posso demonstrar tudo o que quero dizer, e se isso gerar mais discussões? É o que tem acontecido. E por isso mesmo, engolir sapos e fingir não me importar é o meu novo passatempo. É o que eu tenho de fazer se não quero ficar sozinha. Mas dói pensar assim, dói mesmo.
Que se passa contigo princesa? Obrigada pelas palavras, por tudo! ♥