por entre caminhos diferentes a amizade permanece.


a última vez que escrevi sobre ti, acho que explodi e apenas deixava a minha caneta ir ao sabor da raiva e desilusão que sentia por ti. não me importava com o que poderia escrever, apenas queria libertar-me de ti e de tudo o que tinha mantido em silêncio. hoje leio o que escrevi e não consigo sentir nem um pouco da raiva que contem por entre estas linhas. sinto a tua falta. é só isso que sei sentir neste últimos dias, um misto de saudades intensas de ti, de nós. foste talvez das pessoas que mais me fez enlouquecer, mas que todos os dias me fazia lutar para manter o que nos unia. e não me arrependo de nada que fiz para manter o que nos unia, o que nos une.  ninguém conseguia ficar indiferente a amizade que tínhamos, eramos uma só. e hoje pergunto-me como conseguimos sentir ódio, neste pequeno órgão que contém sentimentos puros em relação a ti e a mim. porque não paramos nós de fingir que não sentimos saudades, de nós juntas. tenho sentido um desejo sufocante de pronunciar apenas "como estás?" duas simples palavras que se escondem sempre por trás de outras tantas insignificantes. prometemos uma a outra lutar sempre pela nossa amizade, acho que depois de uma grande luta, deixamos a dor dominar o que realmente era importante. preciso de ti e do calor do teu abraço. tenho uma saudade insaciável de ti e não sei como a parar.

4 comentários:

nicolemorais disse...

Oh, ainda bem que ficas!
Aiii, obrigada, minha linda. O teu texto está maravilhoso, força! E se eu sou linda, tu também o és <3

Aurora disse...

Oh que doce és <3

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Bom te ler!

Flor, queria dar um toque, é sobre o verificador de palavras para poder postar comentário, as vezes ele dificulta de comentar, por dar erros. Eu e um monte de gente tirou por não ter finalidade.

Adoro ler e comentar aqui, mas as vezes nao consigo.

Beijos

Fátima Patrícia disse...

Tens um talento enorme para escrever, eu ainda não consegui parar de ler os teus textos :) Mas este tinha mesmo de comentar, tenho a certeza que mais tarde ou mais cedo vão voltar a ter a amizade que sempre tiveram e esse abraço vai saber ainda melhor ;) Eu também já me afastei de uma grande amiga e agora ainda estamos mais unidas, por isso força*