Já passaram dois anos desde a última vez que escrevi, e confesso que não sei porque raio estou eu a escrever aqui passado muito tempo. Mas hoje deu-me uma enorme vontade de escrever, escrever sobre ti, sobre o que estou a sentir neste momento. E agora não sei o que escrever... não sei sequer explicar o que se passa comigo. Tenho um medo enorme de te perder, é, está dito. Fazes parte da minha vida à cinco anos e parte de mim à dois, e esse medo continua comigo e tenho a certeza que nunca me deixará. Oh caraças, eu não sou de todo a rapariga mais fácil do mundo, com todas as minhas desconfianças, as minhas incertezas, com tudo e mais alguma coisa e tu continuas do meu lado, com a mesma paciência de sempre, a repetir as mesmas palavras proferidas vezes sem conta, a estar do meu lado, sempre. Tenho um orgulho enorme em ti, e não me canso de o dizer a toda a gente . És sem dúvida uma das melhores pessoas que conheci, tens um coração enorme. Sempre que me perguntam se gosto de ti, fico com um sorriso bobo e respondo com todas as certezas do mundo: 'claro que sim'. És o homem da minha vida, e é tão fácil gostar de ti, mas tão fácil, desde esse teu sorriso encantador até essa bondade enorme que tu tens em querer ajudar tudo e todos. És sem dúvida o melhor de mim. Por isso só te peço que me continues amar da mesma maneira de sempre, e que fiques.  Porque há dias assim...

2 comentários:

Pedro Miguel SIlva Macedo. disse...

Ainda bem que tens um bom e feliz relacionamento, que continuem assim!

Alexandra Silva disse...

SEGUI (:
adorei o teu blog! se poderes segue de volta. beijinhos