A casa está tão vazia desde que foste embora. Há um silêncio enorme a pairar no ar. Sinto a tua falta, aliás sentimos todos. Mas neste momento eu falo sobre mim. Dói, dói não te ter por perto. O quarto está tão vazio, a cama, oh custa tanto dormir sozinha. Não te poder acordar para te dizer o que sinto ou como estou. Não poder aconchegar-me em ti. Desabafar contigo, chatear-te vezes sem conta sobre qualquer coisa. Custa tanto ter-te longe. Mas o que custa mais é saber que estás sozinha que não te posso proteger do mundo. É uma nova etapa da tua vida, estás a lutar por teres um futuro melhor e sei que te está a custar ainda mais estar longe de nós e de mim. Não quero ser egoísta, nem sequer passou-me pela cabeça pedir para ficares ou desistires, até porque quero que lutes pelos teus sonhos e acima de tudo só quero que sejas feliz, porque tu mereces, mereces tudo. E no que depender de mim vou ajudar-te e apoiar-te sempre. Mas sei que sabes disso, sempre contamos uma com a outra e sempre será assim. Sei que te está a custar muito estar aí sozinha e que já te deve ter passado muitas dúvidas pela cabeça, mas com tempo, porque o tempo ajuda tudo, tudo vai melhorar, aos poucos vais reparar que vai custar menos estar longe de nós. Nunca vai deixar de custar, mas vai doer menos um bocado. Vais arranjar amigas novas, vais-te divertir, sim porque também precisas disso. E vais crescer, vais aprender a sobreviver sozinha. Mas quero que saibas que vou estar aqui para tudo, sempre que precisares eu estarei do teu lado. Só quero mesmo que sejas feliz, que consigas conciliar a universidade e a tua relação. Vão ser tempos difíceis, mas vocês gostam demasiado um do outro para desistirem ao primeiro obstáculo. Luta sempre por aquilo que te faz feliz. Nunca deixes de acreditar em ti e no que tu és. És mais forte do que pensas e ninguém é melhor que tu, lembra-te sempre disso. Tenho saudades tuas, imensas. S*

Sem comentários: