A minha vida está uma confusão. É um misto de sentimentos. É um turbilhão de coisas acontecer ao mesmo tempo e sinceramente não sei como lidar com tudo isto. Tu sabes que eu não consigo lidar com muita pressão em cima de mim. Fico desnorteada e sem saber o que fazer. Só queria fechar os olhos e fazer com que tudo à minha volta desaparecesse por instantes, pequenos instantes. Só tu e eu. O teu abraço quente a confortar-me e a dizer que tudo vai ficar bem. É nisso que penso sempre que o meu dia corre mal, que no fim de tudo tu vais estar lá com o teu sorriso que descompassa o meu coração e com o teu abraço quente. Não preciso de muito, nem peço muito, porque te tenho a ti, e o mundo para quando tu estás. Não existe a confusão e esqueço tudo. Naquele momento és só tu, somos só nós. E era tão fácil se fosse sempre assim anjo. Mas a vida é complicada, oh se é. Este stress todo tem dado cabo de mim. Não me consigo concentrar em nada e às vezes tenho a sensação que o meu coração vai saltar fora de tão descontrolado que está. Só quero que tudo volte ao normal. Não me quero sentir assim, parecendo uma bomba prestes a explodir a qualquer momento. Quero respirar de alívio.  Quero que tudo corra bem e acima de tudo não te quero desiludir a ti, nem a ninguém. Eu sei, eu penso demasiado no que as outras pessoas vão pensar se eu falhar. Mas não consigo controlar. Queria tanto fazer com que o meu cérebro parasse de pensar em todas as possibilidades más que podem acontecer, mas não consigo. É mais forte que eu e acredita que tenho tentado lutar contra isto. E o que me custa mais é quando falho em relação a ti. Acredita que tento, acredita que é uma luta diária contra este "problema". Às vezes tenho a sensação que nunca me vou conseguir livrar "disto", às vezes apetece-me desistir de tentar. Mas não posso. Não posso por ti, porque tens feito muito por mim, porque tens abdicado de muita coisa por mim e porque sei que queres que eu ultrapasse isto. E sei que não vais desistir até eu ficar bem. E agradeço-te por isso. Só te posso prometer que vou continuar a lutar, estou a tentar... (T)

Sem comentários: